BNI – Banco Nacional de Investimento

IMPRENSA

BNI e EMOSE Firmam Parceria Comercial e Estratégica

EmoseBNI

– Agro seguro, entre os produtos anunciados 
Banco Nacional de Investimento (BNI) e a Empresa Moçambicana de Seguros (EMOSE), uniram esforços visando a oferta aos seus clientes e ao mercado em geral uma solução one stop shop, que consiste essencialmente na oferta alargada, integrada e combinada de produtos e serviços financeiros e de seguros, em termos e condições competitivas comparativamente as actualmente existentes no mercado.
As principais vantagens, desta solução articulada BNI/EMOSE, são a concentração de seguros, a celeridade, e a flexibilidade no pagamento de prémios, cobertura e pagamento de benefícios diversos.
Com o protocolo, os clientes do BNI, da EMOSE e outras empresas em geral, passam a beneficiar de uma oferta alargada, integrada e combinada de produtos e serviços financeiros e de seguros oferecidos pelo pelas duas instituições, em termos e condições relativamente competitivas.

Seguro agrícola na calha
Uma das grandes novidades anunciadas pelas duas instituições é a introdução, ainda este ano, de um seguro agrícola para a colateralização de operações de financiamento ao agronegócio contribuído deste modo para a redução das taxas de juro aplicadas ao sector.
Tomás Matola, disse a respeito deste produto em especifico que o mesmo resulta dos esforços que o BNI está a desenvolver com vista a contribuir para a dinamização, modernização e competitividade da agricultura no geral, e do agronegócio de modo particular, entendida como uma das principais batalhas do desenvolvimento social e económico do País.
Até aos princípios do próximo mês, o BNI e a EMOSE deverão divulgar de modo concreto o agronegócio, produto que se encontra nos arranjos técnicos finais para a sua colocação no mercado

Seguro de Garantia PME
Visando oferecer soluções para mitigar as dificuldades financeiras pontuais ou periódicas das PME´s e numa perspectiva mais estratégica contribuir para o florescimento de sector empresarial nacional de media e pequena dimensão, o BNI e a EMOSE também anunciaram a introdução do seguro de garantia PME, um produto que servirá para colateralizacão das operações de financiamento às PME’s, o que também contribuirá sobremaneira para a redução das taxas de juro, facilitando de igual modo o acesso ao crédito por parte deste segmento empresarial que constitui a base do tecido empresarial nacional.
Ainda a coberto da parceria comercial e estratégica, o BNI e a EMOSE irão criar um fundo para a introdução de um seguro para cobertura dos riscos de paralisação de actividades ou de incumprimento de certas obrigações em momentos de crise ou de ocorrência de movimentos, variações e/ou eventos adversos no mercado, minimizando assim o número de falências nesses momentos de crise.

O acto de assinatura do protocolo, terá lugar esta quarta feira, 11 de Abril de 2018, pelas 16:00 horas, no BNI, Avenida Julius Nyerere nº3504 – Bloco A2, na Cidade de Maputo.

Rubricarão o instrumento, pelo BNI, Dr. Tomás Matola – Presidente do Conselho de Administração do BNI, e o Eng. Joaquim Maqueto Langa – Presidente da Comissão Executiva da EMOSE.

A EMOSE foi a primeira seguradora nacional pós independência. Foi criada por Decreto-Lei Nº.3/77 de 13 de Janeiro, com a designação de EMOSE – Empresa Moçambicana de Seguros, E.E., dotada de personalidade jurídica, autonomia financeira, com natureza de Empresa Estatal.

Com a liberalização da actividade seguradora, em 1991, A EMOSE, E. E., foi transformada em Sociedade Anónima de Responsabilidade Limitada (SARL), adoptando a designação da EMOSE – EMPRESA MOÇAMBICANA DE SEGUROS, S.A.R.L, sendo o seu Capital Social de 157.000.000,00 MT, inteiramente subscrito, pelos accionistas: Estado com 39%,  IGEPE com 31%, trabalhadores com 20%  e público com 10%. Com a entrada em vigor do decreto-lei 10/2004, que aprova o novo código comercial, a EMOSE, S.A.R.L, passa a designar-se EMOSE S.A.

O Banco Nacional de Investimento, SA., constituído a 14 de Junho de 2010, detido a 100% pelo Estado, através do IGEPE, com um capital social no valor de MT 2.240 milhões, é um Banco de desenvolvimento e de investimento, vocacionado para o financiamento de empresas e projectos com impacto no desenvolvimento económico e social de forma sustentável e contribuir para a melhoria de vida dos moçambicanos.

O BNI é resultado de uma iniciativa do Governo visando essencialmente:

  • Dinamizar o desenvolvimento do Pais através do financiamento de infra-estruturas e sector produtivo;
  • Reforçar a capacidade das empresas nacionais (públicas e privadas) com enfoque para as pequenas e médias empresas, com impacto no desenvolvimento económico e social;
  • Dinamizar o mercado de capitais como alternativa de financiamento às empresas nacionais;

Assessor o Governo em matérias de finanças especializadas nomeadamente na estruturação financeira para mobilização de financiamentos para projectos estruturantes do País e na reestruturação e reorganização de empresas do sector empresarial do Estado.

O BNI, tem apresentado resultados positivos (Lucro) nos últimos seis anos e pago dividendos ao Estado de forma crescente nos últimos quatro anos.

Facebook 0
LinkedIn 0
Google+ 0
Twitter